18.4.09

O meu lado esquerdo vai doendo. Às vezes grita ou chora e diz palavrões, e eu sinto-o apertado, meio partido, meio concertado, à espera da última peçazinha do puzzle que o vai curar. Mas a peça vai fugindo de mim. E o meu lado esquerdo queixa-se, resmunga comigo. E eu vou esperando que o meu lado esquerdo volte a ficar inteiro, sem dores nem resmunguices... esperando que o meu lado de cima seja forte. Esperando que o pedacinho que falta se volte a encaixar no sítio certo.

 

  • Quanto tempo é que se pode esperar pelo amor?

 

 

 

 

ponto final.

♥, às 23:39  +

De CD a 19 de Abril de 2009 às 22:49
oh então, porquê esse "desânimo"? sinto-me assim muitas vezes, nada melhor do que tentar dar a volta para consertar tudo isso :) força rapariga*

De a 20 de Abril de 2009 às 14:20
é, tem de ser :) obrigada

merci beaucoup
x x x x