28.12.10

eu sou um elefante. sim, um elefante. sou grande, gosto de viver em manadas, não sou domesticável, sou muito difícil de caçar e por vezes tenho um temperamento violento. mas o amor é um rato, muito sorrateiro, aparece onde menos se espera.

 

a verdade é que eu amo o amor, tenho é medo dele.

 

 

♥, às 14:01  (2) +

30.8.10

Sou dependente de amor, de grandes paixões, de demonstrações de afectos, de gestos carinhosos, de beijinhos nos lábios, no pescoço, na barriga e entre as minhas coxas. Sou dependente de sorrisos e até sou dependente daquelas lágrimas cheias de tudo o que há de bom no mundo e acima de tudo sou dependente de abraços que me envolvem o corpo naquela melodia agridoce dos sentimentos que fazem a caixinha de música que temos do lado esquerdo do peito começar a tocar.

Sou dependente de amor. D'O Amor. E não há nada a fazer.

 

♥, às 19:42  (5) +

29.8.10

O ditado diz que não há amor como o primeiro. Eu digo que não há amor como o terceiro. E se houver, ele que apareça, se faz favor.

tags:
♥, às 18:45  +








tagspassadoperfil
merci beaucoup
x x x x