12.12.09

 

« Não sei se há pessoas que nascem umas para as outras, mas tenho a certeza que há pessoas que crescem e se acertam umas para as outras. E esse mistério alquímico é uma dádiva extraordinária. »

 

 

 

A saudade de ti faz o amor parecer triste,

amo-te Samuel

 

 

 

tags:
♥, às 10:48  +

8.12.09

Estive um pouco distante deste mundo virtual por causa de problemas no coração, mas já estou de volta. Quando falo em problemas no coração refiro-me àqueles problemas de que nenhum médico pode tratar, aquelas doenças que o partem em mil pedacinhos e que demoram muito tempo a curar. Mas com tempo, paciência e carinho fui apanhando os cacos e reconstruindo o meu mundo.

 

Agora nas férias do Natal, quando tiver mais tempo, vou revisitar os vossos cantinhos, que eu perdi de vista.

 

 

 

♥, às 02:05  (2) +

22.10.09

O amor não se pode definir; e talvez que esta seja a sua melhor definição. Sendo em nós limitado o modo de explicar, é infinito o modo de sentir; por isso nem tudo o que se sabe sentir, se sabe dizer: o gosto, e a dor, não se podem reduzir a palavras. O amor não só tem ocupado, e há-de ocupar o coração dos homens, mas também os seus discursos; porém por mais que a imaginação se esforce, tudo o que produzir a respeito do amor, são átomos. Os que amam não têm livre o espírito para dizerem o que sentem; e sempre acham que o que sentem é mais do que o que dizem; o mesmo amor entorpece a ideia e lhes serve de embaraço: os que não amam, mal podem discorrer sobre uma impressão, que ignoram; os que amaram são como a cinza fria, donde só se reconhece o efeito da chama, e não a sua natureza; ou também como o cometa, que depois de girar a esfera, sem deixar vestígio algum, desaparece.

 

Matias Aires

tags:
♥, às 14:11  (4) +








tagspassadoperfil
merci beaucoup
x x x x